Dupla foi presas em operação contra a venda de medicamentos para aborto pela internet, em Goiás

Segundo investigações, interessados informavam as semanas de gravidez e o suspeito dava a dose do medicamento e o valor para o caso. Faturamento chegava a R$ 2 mil por semana

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR Os comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei ou que não contenha identificação não serão publicados.
Campos obrigatório estão marcados com *